Apresentando o Holofote no Snapchat

Hoje estamos apresentando o Holofote, destacando os Snaps mais interessantes criados pela comunidade Snapchat.

Envie seus melhores Snaps com vídeo para o Holofote e tenha a chance de ganhar uma participação de mais de US$ 1 milhão, que distribuiremos diariamente aos criadores!

Ou relaxe, assista e escolha seus favoritos!

Para ter a chance de ganhar dinheiro, os Snaps que você enviar para o Holofote devem seguir nossas diretrizes de conteúdo e nossos Termos. Para ganhar, é preciso ter 16 anos ou mais.

Criamos o Holofote para entreter nossa comunidade, seguindo os valores do Snapchat e priorizando o bem-estar da nossa comunidade. O conteúdo do Holofote é moderado e não permite comentários do público.

O Holofote está disponível nos EUA, Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido, Irlanda, Noruega, Suécia, Dinamarca, Alemanha e França, mas chegará em breve em outros países.

E nós continuaremos a desenvolver o Holofote de acordo com o seu feedback.

Estamos ansiosos para ver o que você vai criar.

Bom Snapping!

Rewarding Creativity on Spotlight: Shining a Light on the Best Snaps

Spotlight shines a light on the most entertaining Snaps created by the Snapchat community, no matter who created them. We built Spotlight to be a place where anyone’s content can take center stage - without needing a public account, or an influencer following. It’s a fair and fun place for Snapchatters to share their best Snaps and see perspectives from across the Snapchat community.

Our Recommendations

Our content algorithms work to surface the most engaging Snaps you’d be interested in. We focus on serving the right Snaps to the right person at the right time. We do this by trying to understand your personal preferences.

Our ranking algorithm looks at factors that show people are interested in a particular Snap, like: the amount of time spent watching it, if it is favorited, and if it’s shared with friends. It also considers negative factors, including if the viewer skipped watching the Snap quickly. Snaps that appear in Spotlight can be from Snapchatters with private, personal accounts, or from Snap Stars with public profiles and millions of Subscribers.

Surfacing New Types of Entertainment

To help surface new types of content Snapchatters may be interested in, and mitigate against echo chambers, we’ve built diversity directly into the Spotlight experience. We work hard to make sure that our algorithms are developed with diverse outcomes in mind.

We do that a few ways, including by building our algorithmic models using diverse training data sets, and vetting our models for biases and discrimination. We also use “exploration” mechanisms to ensure that you see new and diverse entertainment in Spotlight. This approach distributes views more fairly to a broad group of creators. And, it teaches our algorithmic models that diversity and inclusion of different views should be part of their native function.

For example, if you show us in Spotlight that you really like dogs, we want to give you entertaining puppy Snaps to enjoy! But, we also want to make sure we’re surfacing other types of content, other creators, and other adjacent interest areas for you, like creators who focus on nature, videos about travel, or even just other animals.

Rewarding Creativity

Spotlight is designed to reward creativity in a fair and fun way, and we’re distributing over $1 million USD every day to Snapchatters. Snapchatters must be 16 or older, and where applicable, obtain parental consent to earn. The program will run through the end of 2020, and potentially beyond.

Earnings are determined by a proprietary formula which rewards Snapchatters primarily based on the total number of unique video views a Snap gets in a given day (calculated using Pacific Time) as compared to the performance of other Snaps that day. Many Snapchatters will earn each day, and the ones who create the top Snaps within that group will earn the most for their creativity. We actively monitor for fraud to ensure that we only account for authentic engagement with Snaps. Our formula may be adjusted from time to time.

To appear on Spotlight, all Snaps must adhere to our Community Guidelines, which prohibit the spread of false information (including conspiracy theories), misleading content, hate speech, explicit or profane content, bullying, harassment, violence, and much more. And, Snaps submitted to Spotlight must also adhere to our Spotlight Guidelines, Terms of Service, and Spotlight Terms.

Apresentando nosso Primeiro Relatório do CitizenSnap (CidadãoSnap)

Nota do editor: em 29 de julho, o CEO da Snap, Evan Spiegel, enviou a seguinte mensagem para todos os membros da equipe.

Equipe,

Hoje estamos lançando nosso primeiro relatório do CitizenSnap, que explica como realizamos nossas operações e oferecemos suporte à nossa equipe, à nossa comunidade, aos nossos parceiros e, de maneira mais ampla, à sociedade e ao meio ambiente. Este relatório, que também destaca nossas iniciativas relacionadas à diversidade, equidade e inclusão, além dos dados associados a elas, reflete nossa crença de que é do interesse da Snap contribuir para criar uma sociedade saudável e um meio ambiente limpo e seguro, para que a empresa alcance seu potencial máximo. Queremos que nossos lucros venham como um subproduto do sucesso da nossa equipe, da comunidade e dos nossos parceiros, e não às suas custas.

Por isso, definimos nosso sucesso de acordo com o relacionamento que temos e a maneira como tratamos nossa equipe, nossa comunidade e nossos parceiros. Nosso intuito é criar parcerias vantajosas, em que todas as partes se beneficiem do sucesso compartilhado. Para nossa empresa, a cidadania empresarial não é secundária. Ela reflete a maneira com que fazemos negócios.

Nossa sede fica nos Estados Unidos, país com uma história singular relacionada à personalidade corporativa, com proteção equivalente garantida pela 14ª Emenda da sua Constituição (ratificada durante a Reconstrução que seguiu a Guerra Civil). O governo e as cortes norte-americanas deixaram claro que as empresas participam da sociedade, não apenas como máquinas de maximizar lucro, mas como concidadãos, com direitos e responsabilidades correspondentes. Nossas responsabilidades vão além da conformidade básica com as leis dos países em que operamos, incluindo também um compromisso de fazer uma diferença positiva.

Nos EUA, aprendemos que não podemos avançar sem ter consciência do nosso passado e reconhecer que estamos aqui hoje às custas de outras pessoas. A riqueza de nossa nação foi construída sobre terra e mão de obra roubadas: pessoas escravizadas estabeleceram as bases econômicas da prosperidade nacional, assim como a tomada à força das terras indígenas. Nossa sede em Los Angeles se situa em uma terra originalmente pertencente aos povos Chumash e Tongva.

Entender que as famílias afro-americanas detém em média cerca de um décimo da riqueza das famílias brancas dos EUA é automaticamente um indicativo do nosso comportamento. Assim como o fato de que nativos norte-americanos apresentavam em 2018 um índice de pobreza mais de duas vezes e meia maior do que os brancos. Esses fatos não refletem os valores que pretendemos alcançar.

Está claro que temos escolha: permitir que estas injustiças sejam perpetuadas nos Estados Unidos ou fazer nossa parte para melhor cumprir com os valores compartilhados que buscamos defender como uma sociedade. Seria falso sugerir que até mesmo os esforços mais intensos da nossa empresa seriam capazes de criar uma mudança social ampla, devido às enormes e constantes injustiças e políticas estruturais dos Estados Unidos, que investem nos cidadãos de forma desigual. Mas nós não ficaremos de braços cruzados, sem fazer nada. Não podemos fazer tudo sozinhos, mas faremos nossa parte.

Usaremos nossa voz e nossa personalidade corporativa para defender os investimentos que devemos fazer no futuro do nosso país: para reduzir a pobreza, oferecer oportunidade educacional, criar a infraestrutura digital necessária e confrontar nosso histórico de injustiça. Estas iniciativas começam dentro da empresa, com as coisas que podem causar maior impacto direto, como práticas salariais, programas de recrutamento e inclusão, estratégia fiscal, cadeia de suprimento e consumo de energia. Queremos garantir que todos os membros da nossa equipe, da comunidade e nossos parceiros se sintam compreendidos e valorizados, celebrados pelo que são: cada pessoa sendo igual em suas diferenças.

Considere este primeiro relatório como um "esboço", uma explicação de como estamos lidando com estas iniciativas e que reflete nosso desejo de aprender, crescer e reafirmar nossos valores. Não há dúvida que atualmente estamos aquém de nossas ambições. Temos uma quantidade imensa de trabalho pela frente, e nossa equipe sente que é importante nos responsabilizarmos publicamente. Acreditamos que a maior limitação de longo prazo para o crescimento da Snap é o sucesso da sociedade em geral, e investiremos neste sucesso de maneira adequada.

Evan

Snap Partner Summit: novas formas de criar com o Snapchat para desenvolvedores

Estes são os produtos que estamos lançando com o que há de melhor do Snapchat:

  • O Camera Kit convida os desenvolvedores a usarem a câmera de realidade aumentada do Snapchat em seus próprios aplicativos. Em breve no Squad, você poderá adicionar as lentes divertidas do Snapchat enquanto navega, envia um chat, faz compras e assiste aos seus vídeos favoritos. Crie seu próprio videoclipe com as lentes especiais do Snapchat usando a integração com o kit de câmera do Triller.
  • Com o novo Snap Minis, os desenvolvedores poderão usar seus serviços no Snapchat e criar novas experiências sociais. Desenvolvemos o Minis criteriosamente para integrar totalmente suas conversas e para você se conectar aos seus amigos mais rápido do que nunca.
  • As Lentes dinâmicas trazem as informações dos seus aplicativos em tempo real para as lentes do Snapchat. A partir de hoje, você poderá compartilhar uma lente personalizada no Snapchat e convidar seus amigos para encontros virtuais em grupo no Houseparty.
  • Criamos o verdadeiro avatar multiplataforma para jogos no Bitmoji para jogos. Com ele, você e seus amigos entram em ação jogando pelo celular, PC, console ou outros aparelhos.
  • O Bitmoji Paint, do Snap Games Studio, reúne milhões de jogadores do mundo todo. Um serviço de infraestrutura inovadora que vai tornar esse jogo possível e, em breve, os desenvolvedores poderão usar estas ferramentas para criar jogos para a plataforma do Snap. Também estamos lançando novos jogos de parceiros como Mojiworks, Game Closure, Zynga e muitos outros!

Se você é desenvolvedor e estiver interessado em testar o Snap Kit, pode saber mais a respeito aqui.

Estamos loucos para ver o que você vai criar!

Equipe Snap

Snap Partner Summit: contribuindo para o bem-estar

Nossa inspiração sempre foi a capacidade que a verdadeira amizade tem de fazer bem à saúde e trazer alegria para as pessoas. Isso é real em nossa comunidade. Nossa pesquisa recente sobre saúde mental realizada com os Snapchatters confirmou o que muitos estudos revelam: os amigos são os primeiros que procuramos quando estamos passando por momentos difíceis como estresse, ansiedade, depressão e muitos outros desafios emocionais.

Acreditamos que o Snapchat pode exercer um papel fundamental, possibilitando que os amigos se ajudem em momentos difíceis como o que estamos vivendo. Em março, lançamos o Here For You, possibilitando que os Snapchatters que pesquisarem por tópicos relacionados à saúde mental entrem em contato com especialistas.

Hoje estamos lançando recursos adicionais, desenvolvidos para oferecer ainda mais suporte aos Snapchatters e seus amigos por meio de conteúdos úteis e excelentes parcerias:

  • Nossa parceria com a principal empresa de meditação e mindfulness do mundo, a Headspace, oferece os melhores conteúdos e recursos diretamente no Snapchat. Nas próximas semanas, a Headspace vai disponibilizar meditações de curta duração com seus instrutores para ajudar nossa comunidade a estar em contato com seus amigos.
  • Acreditamos que o conteúdo atrativo pode ajudar a desmistificar e eliminar o estigma relacionado às doenças mentais. No início do ano lançamos uma série de documentários da Barcroft chamada “Mind Yourself”, que acompanha dez jovens com questões relacionadas à saúde mental. Hoje estamos anunciando um novo conteúdo original do Snap, com lançamento para o final do ano. Em “Coach Kev” do Laugh Out Loud, Kevin Hart é um coach e mentor que, inspirado em suas experiências pessoais, compartilha positividade e sabedoria com quem deseja viver da melhor maneira possível.
  • Também estamos facilitando o acesso de Snapchatters com problemas emocionais a recursos dentro do aplicativo. Com a ajuda das ferramentas, os Snapchatters podem nos alertar quando estão preocupados com um amigo com tendências para automutilação. Assim, este amigo pode saber que tem o nosso apoio. Estamos melhorando cada vez mais esta experiência, mostrando imediatamente aos Snapchatters como entrar em contato com os serviços de emergência, enviar uma mensagem a consultores treinados em saúde mental da Crisis Text Line ou conversar com um agente das linhas de apoio à prevenção do suicídio.

Esperamos que assim possamos criar outras formas de ajudar os amigos a ajudarem seus amigos.

Equipe Snap

Snap Partner Summit 2020: novos Snap Originals

Os programas criados para aparelhos móveis começaram com os Snap Originals. Hoje, temos o prazer de anunciar uma nova safra de programas criados exclusivamente para o Snapchat!

Mais da metade da Geração Z dos Estados Unidos assiste aos Snap Originals. O que contribui para a exclusividade dos Snap Originals não é a forma como contamos as histórias, mas os tipos de histórias que refletem os inúmeros interesses, experiências e vozes da nossa comunidade.

E pela primeira vez, os Snapchatters podem fazer parte dos programas!

Estamos usando tecnologias exclusivas de realidade aumentada para criar programas imersivos, possíveis somente no Snapchat. Aprenda também os passos de dança do momento com alguns dos melhores dançarinos do mundo no "Move It", que usa Lentes personalizadas de controle de movimento do Snap para acompanhar cada passo seu.

Confira os novos e imperdíveis programas que estão por vir:

Sem roteiro

  • Coach Kev - (Laugh Out Loud) - Inspirado em suas experiências pessoais, Kevin Hart será seu coach, melhor amigo e mentor, tudo em um só, ao compartilhar suas doses diárias de positividade e sabedoria para todos que querem viver da melhor forma possível.
  • Fake Up - (Mission Control Media) - Os principais criadores de maquiagem ilusionista em uma batalha para transformar seus rostos em trabalhos artísticos que você precisa ver para crer. Confira o trabalho destes artistas de uma forma totalmente diferente e tente reproduzir com as lentes personalizadas que dão vida às ilusões do programa.
  • Move It - (Stellar Studios e Little Engine Productions) - O primeiro programa do tipo reúne os maiores influenciadores de dança, as dicas mais populares e a plataforma da câmera de realidade aumentada do Snapchat. Ele vai inspirar e colocar todo mundo para dançar!

Documentários em série

  • Road Trippin’ - (Bunim/Murray Productions) - Com a produção executiva de Anthony Anderson, esta série de documentários é coestrelada por dois melhores amigos, Rickey Thompson e Denzel Dion, que saem de sua zona de conforto para uma viagem à zona rural dos EUA, onde vivem novas aventuras muito divertidas.
  • First Person - (#Nossas Histórias) - Nestas histórias, contadas com o Snapchat Spectacles, vamos assistir jovens inovadores e extraordinários tentarem proteger nosso planeta e criar mudanças positivas.
  • Queen of Stylez - (Glass Entertainment Group) - Vamos conhecer Tokyo Stylez, a cabeleireira que atraiu a atenção dos maiores nomes de Hollywood e dos mais cobiçados e exigentes clientes.
  • Life By The Horns - (21st Street Creative) - Siga Ezekiel Mitchell, um jovem de 22 anos, em seu sonho de se tornar o melhor caubói do mundo e o primeiro afroamericano a ganhar o título em mais de 35 anos.

Com roteiro

  • Frogtown - (Alcon Television Group) - Nesta série dirigida por Catherine Hardwicke (Twilight, Thirteen), uma skatista profissional que mora dentro de um carro ganha uma segunda família quando passa a fazer parte de um grupo de skatistas composto só por garotas que se reúnem na pista de skate de Frogtown em East Los Angeles.
  • Action Royale - (Portal A) - Este suspense conta a história de um jovem que começa a praticar esportes subterrâneos apostando um anel para pagar as dívidas do pai, quando ele e seu melhor amigo e fenomenal jogador encontram-se em perigo em um mundo de apostas altamente perigoso.
  • Total Badass Wrestling - (Comedy Bang! Bang! Productions) - Nesta comédia, um ingênuo e carismático lutador viraliza da noite para o dia, levando um lutador profissional em fim de carreira a se oferecer como seu mentor para usar o aprendiz como uma nova porta de entrada para o hall da fama.

Além disso, estamos relançando os seguintes títulos dos Snap Originals: “Dead of Night” parceria da Bazelevs com a Hooked; “Face Forward” da NBCUniversal, que conta com uma experiência inovadora de lente de realidade aumentada, colocando o espectador dentro do episódio, como se fosse uma celebridade; “Nikita Unfiltered” da Sirens Media (ITV America); e a Complex produzirá novamente a franquia de documentários do Snap “Vs The World,” que conta a história do famoso lutador de MMA Conor McGregor.

Mal podemos esperar para você curtir estes lançamentos!

Equipe Snap

Snap Partner Summit 2020: Acontecendo agora

Quando há um fato novo, ele aparece na palma da mão dos Snapchatters. Só este ano, mais de 125 milhões de pessoas assistiram às novas histórias no Snapchat e mais da metade da Geração Z dos EUA está assistindo aos novos conteúdos do Descubra.

Temos em mente nossa responsabilidade em relação à comunidade e, por isso, o Snapchat continua sendo uma plataforma fechada que colabora com um seleto grupo de parceiros para produzir informações confiáveis e de forma inovadora para dispositivos móveis.

Apresentamos o "Acontecendo agora": o jeito mais rápido de você ficar por dentro do que acontece no mundo a todo o momento.

Criamos uma parceria com algumas das empresas de comunicação mais respeitadas do mundo, como The Washington Post, Bloomberg, Reuters, NBC News, ESPN, NowThis, E! News, Daily Mail, BuzzFeed News e muitas outras. Assim nossos usuários ficam por dentro das últimas notícias sobre política, entretenimento, esportes e muito mais, em um novo formato de Snaps criados para acelerar a forma com os Snapchatters veem notícias no celular.

E mais: receba seu horóscopo diário e uma atualização personalizada da previsão do tempo, protagonizada pelo seu Bitmoji!

Nossa equipe editorial também vai avaliar uma variedade de Snaps compartilhados publicamente, feitos pela nossa comunidade e escolher alguns para aparecerem no "Acontecendo agora".

O "Acontecendo agora" já está disponível para os usuários dos EUA e no ano que vem estará disponível em outros mercados do mundo todo.

Equipe Snap

Snap Partner Summit: plataforma de realidade aumentada do Snap

As câmeras estão se tornando ferramentas rápidas e inteligentes, recuperando informações e exibindo conteúdos. Por isso, acreditamos que, com o uso da câmera e da realidade aumentada, estamos moldando o futuro do mundo para todos nós.

Mais de 170 milhões de Snapchatters interagem com a realidade aumentada diariamente, quase 30 vezes por dia. Os Snapchatters usam a realidade aumentada nas nossas Lentes, cujas visualizações estão chegando à casa dos bilhões no Snapchat.

Estamos anunciando hoje uma nova experiência em realidade aumentada para desenvolvedores, criadores de conteúdo e Snapchatters.

Lens Studio e SnapML

A base da nossa plataforma de câmera, o Lens Studio, é um aplicativo para desktop eficiente e gratuito, voltado para desenvolvedores e artistas criarem e distribuírem realidade aumentada no Snapchat. Estamos atualizando o Lens Studio com recursos novos e avançados que vão elevar a criação de realidade aumentada a outro nível.

Hoje estamos lançando o SnapML, que permite aos desenvolvedores usarem seus próprios modelos de aprendizagem de máquina diretamente no Lens Studio para aprimorar as Lentes. Agora, qualquer usuário poderá criar sua própria Lente com redes neurais, expandindo a possibilidade de Lentes que podem transformar o mundo. Criamos os primeiros SnapML em parceria com a Wannaby, Prisma, CV2020 e Criadores de Lentes Oficiais.

Lentes locais

Com as Lentes locais, você tem um mundo de realidade aumentada aberto e compartilhado. Juntos, você e seus amigos podem decorar prédios vizinhos com pinturas coloridas e experimentar uma nova dimensão da realidade aumentada.

Escanear

“Pressione e segure” a tela da câmera para destravar lentes úteis e relevantes baseadas no que você está vendo.

Estamos lançando hoje novos parceiros de escaneamento:

  • Com o PlantSnap, os Snapchatters vão poder identificar 90% de todas as plantas e árvores conhecidas.
  • Agora, a câmera do Snapchat reconhece quase 400 raças graças à tecnologia do scanner para cachorros. Ele funciona com pessoas também, para você descobrir com que raça de cães elas se parecem!
  • Em breve, você poderá escanear o icônico monograma da Louis Vuitton e transportá-lo para uma instalação virtual e exibir seus clássicos e sua mais recente coleção.
  • Ainda este ano, graças ao Yuka, quando você escanear o rótulo de um alimento industrializado, o Scanner de alimentos exibirá a classificação de qualidade dos seus ingredientes.

Estamos lançando também o Reconhecimento de voz, que mostra os resultados da Lente com base nos seus comandos de voz. Com tecnologia do nosso parceiro SoundHound, basta pressionar e segurar para o Snapchat exibir o tipo de lente que você quer ver.

Para criar lentes e experimentar essas novas e poderosas ferramentas, acesse lensstudio.snapchat.com e baixe o Lens Studio.

Equipe Snap

Snap Partner Summit: Barra de ações, Lugares, Tópicos e Respostas às Histórias

Estamos lançando hoje um novo jeito de navegar no Snapchat, além de novos recursos do Mapa de Snaps e das Histórias, para você ter mais opções ao localizar o que está procurando e se conectar com a comunidade do Snapchat.

Barra de ações

Estamos melhorando a navegação no Snapchat com a nova Barra de ações, que vai oferecer um outro nível de navegação assim que você abrir o aplicativo. Ela muda de acordo com o que você está fazendo ou assistindo.

Lugares

O Mapa de Snaps é um mapa pessoal que mostra o que seus amigos estão fazendo, traz os destaques da comunidade do Snapchat e é usado por 200 milhões de Snapchatters todos os meses.

Estamos adicionando os Lugares ao Mapa de Snaps para você encontrar os locais mais populares entre os membros da comunidade, independentemente da sua localização. Estamos acrescentando uma listagem com milhões de empresas de todo o mundo.

O Perfil do lugar inclui Snaps de localização, endereço e horário de funcionamento, além das classificações do TripAdvisor e do Foursquare. Será fácil pedir comida pelo Postmates, DoorDash e Uber Eats. Este recurso começará a ser usado em breve nos EUA. Os Lugares já estão disponíveis para Android e iOS.

Também facilitamos a interação das empresas locais com seus clientes ao reabrirem as portas por meio de créditos de anúncio gratuitos. (https://forbusiness.snapchat.com/local).

Tópicos

Atualmente, os Snapchatters compartilham mais de 3 milhões de Snaps por dia em Nossa História. Isso faz do Nossa História uma das melhores formas de saber o que está acontecendo no mundo pelo olhar da comunidade do Snapchat.

Agora, temos um novo jeito de compartilhar o que gostamos com os Tópicos. Use um adesivo de Tópico ou envie um Snap para um tópico da comunidade, como "Dicas para a vida" ou "Estranhamente satisfatório" e navegue até as Páginas do tópico para ver Snaps baseados nos seus interesses.

Respostas às Histórias

Criamos as Respostas às Histórias para facilitar a sua comunicação com as Estrelas do Snap que você está seguindo. Filtramos conteúdo com bullying e discurso de ódio para que as Estrelas do Snap se sintam amadas pelos seus fãs. As Estrelas do Snap podem transformar às Respostas às Histórias em adesivos e adicioná-los às suas próprias Histórias, permitindo sessões de perguntas e respostas.

Equipe Snap

Estamos juntos

Nota do editor: No domingo, 31 de maio, o CEO da Snap, Evan Spiegel, enviou a seguinte mensagem para todos os membros da equipe. Nela, ele condena o racismo, defende a criação de mais oportunidades e a vivência dos valores norte-americanos de liberdade, igualdade e justiça para todos.

___________

Prezada equipe,

Conforme a Lara mencionou na semana passada, estávamos planejando discutir sobre as mortes de George, Ahmaud e Breonna amanhã de manhã no Snap in Focus. Mas como eu sempre tentei entender o legado de violência racial e injustiça nos Estados Unidos, achei que seria errado esperar. Se não nos manifestamos diante do mal e de atitudes indevidas, ficamos do lado dos que cometeram tais atitudes. Lamento por ter demorado para compartilhar meus sentimentos com vocês.

Estou arrasado e enfurecido com o tratamento que as pessoas negras recebem nos Estados Unidos.

Tenho consciência da luta pela liberdade, igualdade e justiça desde que era pequeno. Meu pai era consultor geral da comissão conhecida como Christopher Commission (e, como ironia do destino, nosso consultor geral Mike também trabalhou na comissão), criada para investigar o racismo e a força excessiva do Departamento de Polícia de Los Angeles após Rodney King ter sido espancado aqui em Los Angeles, em 1991. A comissão identificou racismo generalizado e uso excessivo da força, fatos que os comandantes do departamento nunca haviam controlado. As recomendações feitas naquela época, há quase 30 anos, ainda são assustadoramente relevantes nos dias de hoje.

Anos depois recebi a oportunidade de trabalhar e estudar na África do Sul, onde tive o privilégio de conhecer um dos meus heróis, o Arcebispo Desmond Tutu. Eu testemunhei a destruição causada pelo Apartheid e o legado do racismo, mas também os esforços incansáveis para alcançar o progresso e a reconciliação. Em meu último ano de faculdade em Stanford, eu morei em Ujamaa, um dormitório do campus que é exclusivo para a comunidade negra, em que a maioria dos residentes é negra. Mesmo no meio do enorme privilégio em Stanford, havia muito para aprender sobre as injustiças diárias do racismo em nossa sociedade.

Eu compartilho isso não para sugerir uma compreensão direta da experiência dos negros nos Estados Unidos, mas para explicar que, por quase 30 anos, eu testemunhei pessoalmente ou participei de um dedicado, persistente, bem fundamentado e contundente pedido de justiça nos Estados Unidos e ao redor do mundo. Após 30 anos, apesar de milhões de pessoas clamando por mudança, houve pouco progresso. A desigualdade econômica nos Estados Unidos chegou a níveis nunca vistos durante quase um século. As pessoas negras não podem ir ao supermercado ou simplesmente sair para correr sem medo de serem assassinadas inconsequentemente. Em outras palavras, a experiência norte-americana está falhando.

Eu falo isso porque entendo que, de acordo com Martin Luther King Jr., “os protestos são a linguagem das pessoas que não são ouvidas” e aqueles que, há séculos, estão defendendo pacificamente uma mudança tiveram pouco ou nenhum progresso em direção à liberdade, igualdade e justiça para todos, algo que é prometido há tanto tempo pelos Estados Unidos. Eu entendo por que as pessoas que estão protestando não se sentem ouvidas.

No primeiro discurso que fui convidado a fazer após termos criado o Snapchat, que aconteceu na Conferência Empresarial das Mulheres de Stanford em 2013, eu afirmei o seguinte: “Eu sou um jovem branco e escolarizado. Eu tive muita, muita sorte. E a vida não é justa.” Eu percebi que era extremamente importante identificar meu privilégio e reconhecer a injustiça em nossa sociedade, especialmente diante de mulheres que são líderes empresariais e que enfrentam injustiça diariamente. Reconhecer meu privilégio foi a primeira etapa, e muito importante para mim, porque me ajudou a escutar. Minhas experiências como homem branco e rico eram categoricamente diferentes das injustiças vivenciadas por nossos concidadãos. Entender a dificuldade das pessoas diferentes de mim me ajudou a ser um aliado melhor nesta luta.

A ideia fundamental por trás da fundação do nosso país era a noção de que as circunstâncias do nascimento de uma pessoa não determinavam sua trajetória de vida. Nossos fundadores achavam ridícula a ideia de que Deus havia escolhido um rei. Deus escolheu a todos nós e nos ama igualmente. Eles queriam criar uma sociedade que refletisse o amor de Deus e a ideia de que Deus habita em todos nós. Deus não acredita que alguém mereça mais ou menos amor.

O fato é que esses mesmos fundadores que defendiam os valores de liberdade, igualdade e justiça para todos eram predominantemente donos de escravos. A visão poderosa de uma nação criada pelo povo e para o povo era baseada em um princípio de preconceito, injustiça e racismo. Ao não abordarmos este princípio detestável e suas constantes falhas na criação de oportunidades para todos, não perceberemos nossa capacidade real de progredir como seres humanos e continuaremos não sendo capazes de colocar em prática a visão ousada de liberdade, igualdade e justiça para todos.

Meus amigos, os membros da minha equipe, jornalistas e parceiros sempre me perguntam que ações eles podem realizar para fazer a diferença. Reconhecendo que eu não sou um especialista e que, na maturidade dos meus 29 anos, eu tenho muito o que aprender sobre o mundo, elaborei minha própria perspectiva sobre o que é necessário para promover a mudança que almejamos nos Estados Unidos. Não podemos acabar com o racismo sistêmico sem criar, simultaneamente, oportunidades para todas as pessoas, independentemente da origem delas.

Primeiro, é importante entender que, de acordo com a minha perspectiva, grande parte dos Estados Unidos atual foi definida pela “grande ideia”, impulsionada pelo Presidente Reagan e por outros, de que as empresas devem ser os motores do progresso e o governo deve, basicamente, sair do caminho. De fato, a redução nos impostos e a desregulamentação ajudaram a economia dos Estados Unidos a crescer, e o governo federal alterou a porcentagem de gastos dedicada a esforços futuros, como pesquisa e desenvolvimento, para direitos constituídos, como previdência social. É claro que a pesquisa e o desenvolvimento do governo fazem parte de um investimento a longo prazo, mas é um investimento que apresenta benefícios de prazo consideravelmente mais curto, pois ajudou a criar a base para vários componentes dos smartphones atuais, que por sua vez levaram ao crescimento e ao sucesso de empresas como a nossa. Esses são os cálculos aproximados (e imperfeitos) do orçamento federal: embora possamos debater a que lugar cada item da linha pertence, as aproximações revelam um desvio significativo em direção ao passado e ao presente, às custas do futuro:

Não é segredo que nosso país sempre colocou as empresas em primeiro lugar. Na Snap, nós fomos extremamente beneficiados por estas políticas, mas acredito que agora seja o momento de colocar o povo dos Estados Unidos em primeiro lugar.

Acredito que o primeiro e mais importante passo seja reafirmar nosso comprometimento com os valores fundamentais da nossa nação: liberdade, igualdade, justiça, vida e a busca pela felicidade. Devemos trabalhar juntos para criar uma visão comum do sucesso futuro e definir que tipo de país queremos que os Estados Unidos sejam para nossos netos. Este processo deve envolver todos os cidadãos norte-americanos, seguindo o lema: “pelo povo e para o povo”. Se formos capazes de definir a nação em que desejamos nos transformar, podemos começar a agir e aplicar nossos valores às decisões vitais que devem ser tomadas para concretizar nossa visão comum.

Também teremos que começar a determinar nosso sucesso em termos de concretização dos nossos valores, em vez de concretizar métricas fúteis de curto prazo, como PIB ou mercado de ações. Quando os custos dos serviços de saúde aumentam, independentemente do valor recebido, o PIB aumenta. Se um furacão derruba muitas casas que precisam ser reconstruídas, o PIB aumenta. O PIB é uma métrica essencialmente quebrada, que não reflete o que contribui para a felicidade real das pessoas. A busca pela felicidade deve ir além da busca pela riqueza.

Precisamos estabelecer uma Comissão da Verdade, Reconciliação e Reparação que seja diversificada e apartidária. Devemos iniciar um processo para garantir que a comunidade negra dos Estados Unidos seja ouvida em todo o país, investigar o sistema penal para verificar a presença de parcialidade e preconceito, fortalecer a Divisão de Direitos Civis do Departamento de Justiça e agir conforme as recomendações de reconciliação e reparação feitas pela Comissão. Há muito o que aprender com as pessoas de todo o mundo que tiveram a coragem de realizar um processo semelhante após atrocidades, e devemos criar um processo que reflita os valores dos Estados Unidos e ajude nossa nação a fazer a mudança necessária e melhorar.

Precisamos reiniciar o “motor de oportunidades” nos Estados Unidos por meio do investimento em educação, saúde e moradia, para que estes ingredientes básicos de uma sociedade livre e justa estejam mais acessíveis e viáveis a todas as pessoas.

Acredito que um dos motivos de o empreendedorismo nos Estados Unidos ter diminuído tanto desde a década de 1980 seja a falta de uma rede de segurança para a sociedade. O empreendedorismo depende de pessoas capazes de assumir os riscos de abrir um negócio, o que é quase impossível de ser feito sem algum tipo de rede de segurança como a que eu tive. Atualmente, os indivíduos que se tornariam empreendedores estão sobrecarregados com dívidas estudantis e sujeitos à estagnação no aumento do salário e a despesas crescentes, sendo difícil economizar o capital inicial necessário para abrir um negócio.

Será dispendioso investir no futuro do país para beneficiar nossos netos. Será preciso instituir um sistema de imposto de renda progressivo e um imposto predial substancialmente mais alto, além de cobrar uma taxa fiscal maior das corporações. Embora este investimento seja no futuro, nós também teremos que reduzir o déficit federal, para que estejamos mais bem preparados para enfrentar os choques externos que possam aparecer futuramente em nosso mundo em constante mudança. Resumindo, pessoas como eu pagarão muito mais impostos, e acredito que isso valerá a pena para criar uma sociedade que beneficie a todos nós.

Muitas destas mudanças podem ser “ruins” para as empresas em curto prazo, mas como representam investimentos de longo prazo no povo da nossa nação, acredito que colheremos coletivamente enormes benefícios em longo prazo.

Por que esta mudança ainda não aconteceu? No meu ponto de vista, esta mudança ainda não aconteceu simplesmente porque a grande maioria dos Baby Boomers em todos os setores do nosso governo demonstrou pouco interesse em criar um futuro melhor para seus filhos. Durante décadas, nosso governo se comprometeu com uma estratégia de redução fiscal financiada pela dívida e gastos com direitos constituídos para enriquecer seus integrantes mais importantes: os próprios Baby Boomers. De fato, eles detém quase 60% de toda a riqueza doméstica dos Estados Unidos. Contextualizando, os bilionários detêm cerca de 3% desta riqueza. Em relação à previdência social, por exemplo, financiamos um programa que concede benefícios para a geração mais rica da história dos Estados Unidos sem qualquer forma de análise da renda familiar.

Algumas pesquisas mostraram que quando uma geração mais velha não se vê refletida na geração mais nova, está menos disposta a investir no futuro. Nos Estados Unidos, cerca de 70% dos Baby Boomers são brancos e cerca de 50% das pessoas da geração Z são brancas. A mudança demográfica dos Estados Unidos é inevitável. Então a questão é se conseguimos ou não trabalhar juntos para criar uma nação que reflita melhor nossos valores fundamentais, cure as profundas feridas do nosso passado, se esforce para eliminar o racismo e a injustiça e crie oportunidades para todos, independentemente de quem sejam ou de onde nasceram.

Fonte: https://money.cnn.com/interactive/economy/diversity-millennials-boomers/

O Snapchat simplesmente não promove contas nos Estados Unidos que sejam vinculadas a pessoas que incitam violência racial, dentro ou fora da nossa plataforma. Nossa plataforma de conteúdo (Descubra) é supervisionada e lá decidimos o que vamos promover. Sempre falamos sobre trabalhar arduamente para causar um impacto positivo, e serviremos de exemplo com o conteúdo promovido no Snapchat. Pode haver a possibilidade de continuarmos permitindo que pessoas sectárias mantenham a conta no Snapchat, desde que o conteúdo publicado na plataforma seja consistente com nossas diretrizes comunitárias, mas não promoveremos de forma alguma esta conta, nem seu conteúdo.

Nunca é tarde demais para recorrer ao amor e, sinceramente, eu espero que a liderança do nosso incrível país trabalhe para concretizar nossos valores fundamentais, nossa razão de ser: liberdade, igualdade e justiça para todos.

Enquanto isso, deixaremos claro por meio de nossas ações que não há uma zona cinzenta em relação ao racismo, à violência e à injustiça e, em nossa plataforma, não promoveremos estes comportamentos, nem as pessoas que o incentivam.

Isso não significa que removeremos o conteúdo com o qual as pessoas não concordam, nem contas vistas como insensíveis para algumas pessoas. Há muitos debates que devem ser realizados sobre o futuro do nosso país e do mundo. Mas em nosso país não há espaço para o debate sobre o valor da vida humana e a importância da luta constante por liberdade, igualdade e justiça. Estamos do lado daqueles que defendem a paz, o amor e a justiça, e usaremos nossa plataforma para promover o bem, não o mal.

Eu sei que muitas pessoas acham que apenas porque “algumas pessoas” são racistas, ou só porque há “alguma injustiça” em nossa sociedade, “nem todos são maus”. Na minha opinião, a humanidade está profundamente interconectada e, quando um de nós sofre, todos sofremos. Quando um de nós está faminto, todos estamos famintos. E quando um de nós é pobre, todos somos pobres. Quando qualquer um de nós causa injustiça por meio do silêncio, todos fracassamos ao criar uma nação que se esforça para atingir seus ideais mais elevados.

Algumas pessoas perguntaram se a Snap fará contribuições para as organizações que promovem a igualdade e a justiça. A resposta é sim. Mas em minha experiência, a filantropia não é capaz de compensar as graves injustiças que enfrentamos. Embora nossa família tenha contribuído e continue contribuindo substancialmente para criar oportunidades para as pessoas desfavorecidas e doando para os guardiões da justiça, estas circunstâncias exigem uma reorganização mais radical da nossa sociedade. A filantropia privada pode eliminar lacunas ou acelerar o progresso, mas isoladamente não é capaz de cruzar o profundo e amplo abismo da injustiça. Precisamos cruzar juntos este abismo como uma só nação. Unidos na luta pela liberdade, igualdade e justiça para todos.

Temos muitos desafios diante de nós. Para confrontar o longo legado de violência e injustiça nos Estados Unidos, do qual George, Ahmaud e Breonna foram as vítimas mais recentes, além de tantas outras pessoas, devemos adotar uma mudança profunda. Não simplesmente uma mudança em nosso país, mas uma mudança em nossos corações. É preciso transmitir a paz e compartilhar o amor com toda a humanidade.

Que a paz esteja com vocês,

Evan